terça-feira, 16 de dezembro de 2014

AS LIMPEZAS DE FINAL DE ANO NO RAIOS DE LUZ SERÁ NESTA SEXTA-FEIRA (19.12) E SÁBADO (20.12) DAS 9H AS 21H !

REGENTES DE 2015 - OGUM E YEMANJÁ





O Ano de 2015 ,será regido pelos Orixás Ogum e Yemanjá.
Ano regido por estas duas lideranças, Yemanjá a Rainha dos Mares e o Oceano é tão Grande quanto as possibilidades que Yemanjá nos traz, trazendo a alegria, a beleza, a generosidade e acima de tudo o Amor.

Ogum, guerreiro, que luta pela humanidade, junto com as causas sérias e comprometidas. E quando temos um Ano regido por esse grande Orixá temos um ano de batalhas mas principalmente conquistas.
Dois Orixás que se complementam e que irão trazer um ano de muito reflexão, mas também de muitas batalhas a serem enfrentadas e conquistas.

Ogum representa a luta, a batalha, a guerra, nossa necessidade de lutar e ser perseverante perante os problemas e dificuldades que se apresentarem, pois somente o perseverante o insistente, o lutador, o trabalhador que arregaçar as mangas terá vitória neste ano.
Como estes dois orixás são materializadores; devemos lutar  perante os problemas e dificuldades que se apresentarem, pois somente o perseverante o insistente, o lutador, o trabalhador que arregaçar as mangas terá vitória neste ano.
Iemanjá representa as oportunidades, abertura de negócios, trabalhos, realização pessoal, a necessidade de Paz, mas acima de tudo o dedinho da consciência em nossas mentes. 
O momento será de pensar e refletir atos e ações de tomarmos novos caminhos focados na razão e no entendimento, ela vem para conter os excessos de 
o que poderia ser simples e objetivo, ganhará contornos mais expressivos e conflitantes em 2015.
Se algumas correntes admitem o fim de um Ciclo e pensarem duas vezes antes de partirem para o ataque, é de bom alvitre reavaliar o que significa um novo começo, se vale a pena brigar em determinados momentos.
2015 pede entendimento, diálogo, conversa, mas as pessoas querem a guerra!

domingo, 7 de dezembro de 2014

08 de Dezembro é dia da Rainha das Águas Doces - Mamãe Oxum

Oxum é uma orixá, é a rainha da água doce, dona dosrios e cachoeiras,
Oxum é a segunda esposa de Xangô e representa a sabedoria e o poder feminino. Além disso, é vista como deusa do ouro e do jogo de búzios. É a deusa do rio Oxum (ou Osun) que fica no continente africano, mais concretamente no Sudoeste da Nigéria.
O arquétipo de Oxum é de uma mulher graciosa e elegante, que tem predileção por joias, perfumes e roupas. A figura de Oxum carrega um espelho na mão. Algumas pessoas confundem Oxum e Oxumarê, mas segundo a Umbanda e o Candomblé são divindades distintas.
Oxum representa a Deusa da beleza, orixá do amor, da fertilidade e da maternidade, responsável pela proteção dos  fetos e das crianças recém-nascidas, sendo adorada pelas mulheres que querem engravidar. Seu elemento é a água, sua cor é o amarelo e seu dia é o Sábado.
 Oxum é sincretizada como Nossa Senhora da Conceição, na maioria dos estados brasileiros, e sua data é 8 de Dezembro.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

LUTO


Amigos, seguidores e membros do Raios de Luz devido ao luto que estamos vivendo, teve alterações no calendário.
Por estar dentro dos 7 dias de luto, NÃO haverá sessão Sexta Feira dia 05/12, o Toque para Oxum passou para a próxima Sexta dia 12/12, sendo assim, a festa cigana esta cancelada este ano. Dia 09/12 terça feira será o rito de 7º dia no Raios de Luz aos amigos e familiares da nossa irmã! Nessa razão não haverá atendimento Reiki. As limpezas de final de ano continuam 19 e 20 de Dezembro! Agradeço a compreensão e apoio de todos!


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Dia 04 de Dezembro - Dia de Iansã

Iansã é Orixá Guerreira, senhora das almas, dos ventos, das tempestades, dos raios e relâmpagos.
Em razão do sincretismo religioso, a imagem de Iansã está fortemente associada à imagem de Santa Bárbara, a Santa nascida no Século III e tida como protetora contra os relâmpagos e tempestades.  
Iansã é um Orixá que teve seu culto nascido na Nigéria, mais especificamente nas margens do Rio Niger. Curiosidade é que  nome “Iansã” é um título que Oyá recebeu de Xangô. Esse título faz referência ao entardecer, Iansã = “A mãe do céu rosado” ou “A mãe do entardecer”. Assim, falar em Oyá ou Iansã é falar do mesmo Orixá.
Iansã também é tida como a senhora dos Eguns (mortos). Por isso, assim como saudamos Obaluaê no campo santo, também devemos saudar Iansã.
Por ser uma Orixá Guerreira, seu símbolo é o raio e a Espada.

Oração a Iansã


Iansã, mãe e senhora dos ventos e tempestades, das horas aflitas e das almas perdidas.

Dona de todas as direções.

Operosa divindade em prol dos desígnios dos filhos de caídos sem norte e vontade.

Piedade para nós, criaturas que vivemos, à beira das tentações, dos abismos, alheios ao amor do pai Olorum.


Mãe, empresta-nos tua decisão e tua coragem, para o encontro do nosso próprio ser.


Daí-nos um roteiro de esperança e triunfo.


Erradicai a pobreza dos nossos sentimentos, orienta-nos para a verdade, dentro do caminho de devoção ao supremo doador.


Encoraja-nos senhora dos raios, para que nossa própria mente, siga uma só direção: amar a Olorum.


Êparrei Iansã!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

LUTO



Venho por meio deste informar que NÃO haverá grupo de reiki hoje, terça feira dia 02/12, em função do luto que estamos passando no Raios de luz! Mandem luz para nossa irmã Dionete ! 


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Mediunidade



Nem sempre os homens enxergam o destino no supremo serviço da evolução. Estes estarão prontos para evoluir quando suas mentes e esforços atingirem o mínimo dos seus interesses. 

Médium: é o intermediário entre os mundos

Origem: O uso da mediunidade surgiu, digamos assim, na antiga Atlântida, após o surgimento da magia negra, quando os chamados Senhores da Face Tenebrosa aparecem, durante a ascensão da sub raça Tolteca .

Eram os magos negros que surgiam, obrigando os magos brancos, que participavam do movimento oculto da AUMPRAM, que era um ritual fechado nos Templos da Luz das Academias Iniciáticas, a usarem as mediunidades dos homens da época, para combate-los.

Tipos de Mediunidade

1 - Incorporação :
        Semiconsciente: o médium cede o corpo astral.
         (a  entidade atua   na vontade, na sabedoria e na atividade). *

        
Inconsciente: a entidade atua também na parte motora.
      A incorporação está em vias de desaparecimento, na medida que a tela búdica das pessoas está cada vez menos permeável. Está se fechando. São mais raras, hoje em dia, as pessoas que tem realmente esse tipo de mediunidade. O que acontece, às vezes, é o médium dizer que é totalmente inconsciente, como uma forma de não assumir responsabilidade pelo que diz. Essa mediunidade é mais comum naqueles médiuns mais idosos, em fim de processo mediúnico.
2- Irradiação: sempre consciente (há uma afinidade entre as mentes do médium e da entidade). Não anula a parte motora (só envia vibrações ou ondas de pensamento). O médium capta o pensamento da entidade e o coloca em palavras. O médium tem plena noção do contexto geral do que disse.
3 - Intuição : todos tem (recepção de idéias das entidades - boas ou não).
4 - Missionária : médium sem carma ativo (vibra pelo corpo mental *** entrando no mesmo plano de vibração da entidade, captando e transmitindo informações). Tela búdica integra. Vale lembrar o que foi dito sobre mediunidade não ser um dom e sim uma provação cármica.
5 - Outras :                
   - efeitos físicos (é inconsciente) (uso do ectoplasma)**
   - materialização (de objetos ou entidades) (uso do ectoplasma)
   - cura (é consciente) (uso do ectoplasma)
   - transporte (desdobramento consciente)
   - psicografia mecânica (rara) (é motora)